sábado, 20 de dezembro de 2014

A DOUTRINA DO LOUVOR NA PALAVRA DE DEUS

-A DOUTRINA DO LOUVOR NA PALAVRA DE DEUS

  1. A EXPRESSÃO DE LOUVOR DA IGREJA FIEL
- o louvor que emoldura a doutrina
- o louvor como resultado do clamor
- o louvor revelado ou profético
- o louvor que canta a palavra
========================================================

O LOUVOR DA IGREJA FIEL – APOCALIPSE 15:3-4
3-“E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor, Deus Todo-poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos santos”! 4-“Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo; por isso, todas as nações virão e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos”.

INTRODUÇÃO
A expressão de louvor da Igreja Fiel está envolvida em dois aspectos:
1º)É sentir o amor de Deus em sua vida.
2º)É manifestar a dimensão deste amor na forma de gratidão a Deus.

Em resumo, o louvor da igreja fiel expressa a grandiosidade do amor de Deus e a gratidão por este amor na vida da igreja.
Encontramos em toda a palavra de  Deus louvores que o SENHOR  revelou aos seus servos  em momentos de grandes lutas, mas que terminaram com grandes vitórias e com cânticos de louvores ao nosso DEUS.
(um assunto que será abordado para as Crianças em março-14)

I – A origem do louvor

O verdadeiro louvor a Deus tem a sua origem na eternidade e é importante nós entendermos que o louvor cantado pela Igreja Fiel é operado na eternidade.
Quando Deus cria todas as coisas, a primeira expressão da criação é No Princípio criou Deus, que no original hebraico é BereshitBarahElohim.
Desta palavra bereshit(no principio) originam-se várias outras e, entre elas está a palavra shirtaev, que quer dizer, O Senhor anelava um louvor.
Quando Deus cria todas as coisas, Ele as cria para um cântico de adoração ao seu nome, Ele as cria para uma glorificação ao seu nome, para que o homem pudesse expressar todo o louvor e toda a adoração a Ele, por tudo aquilo que Ele fez.  Deus instituiu, na criação, um louvor perene ao seu nome.
Enfim, a obra criadora é um cântico de louvor entoado por Deus.
A origem do louvor é na eternidade, para ser cantado aqui por aqueles que vivem a realidade do Reino e a esperança e da fé.
O louvor é fundamental na vida da Igreja Fiel, e ele não se expressa de qualquer maneira, porque nós sabemos que ele é originário da eternidade, ele estava na eternidade, e foi transferido para a obra da criação.

I.1 – COMO É ENTOADO O LOUVOR NA ETERNIDADE

O LOUVOR DOS 24 anciãos
O capítulo 4:4, 9,10 descreve toda a glória do trono de Deus, e menciona que ao redor do trono estavam vinte e quatro tronos e neles vinte e quatro anciãos vestidos de vestidos brancos; e tinham sobre suas cabeças coroas de ouro. (Ap. 4:4)
Esses vinte e quatro anciãos são:
1. Os 12 patriarcas de Israel, filhos de Jacó, através dos quais Deus cumpriu a promessa feita a Abraão, de fazer dele uma grande nação. Portanto eles falam de Israel.
2. Os outros 12 são os apóstolos. Estes falam da Igreja.
Os dois grupos fazem parte do projeto de Deus para a salvação. São um só povo, escolhido, separado, chamado.
Portanto ali estão Israel e a Igreja, um só povo diante do Trono de Deus, rendendo ao Pai, dia e noite, sem descanso, a sua adoração: “Santo, santo, santo é o Senhor Deus, o Todo Poderoso, que era, que é, e que há de vir”Ap. 4:8 a 11.

O LOUVOR DA OBRA CRIADORA
João viu ainda (Apoc.5) na destra do trono um livro, e se procurava quem seria digno de abri-lo e desatar-lhe os selos. Somente um foi achado e era ele o Leão da Tribo de Judá, a Raiz de Davi, que venceu para abrir o livro e desatar os selos.
Então ele veio, e tomou o livro; e os quatro animais e os vinte quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso em suas mãos, que são as orações dos santos.
“E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda a tribo, e língua, e povo, e nação; (…). Ap5:9,11,12,13. Eram eles muitos anjos ao redor do trono, e dos animais; e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares.
Aí está o louvor entoado na eternidade cantado por “toda a criatura que está no céu e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e todas as coisas que neles há,ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, a eles sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo sempre”. Ap. 5:13.
Este é o louvor eterno que ultrapassa o nosso entendimento, em honra ao Pai e ao Cordeiro que venceu a morte, para nos assegurar vida. A ele rendemos também nós, seus servos, a nossa adoração.
Os textos mencionados acima narram ahonraglóriaações de graçalouvor e adoração rendidas ao Pai e ao Cordeiro que foi morto e está vivo.

II – O LOUVOR DA IGREJA FIEL CONFORME O VELHO TESTAMENTO

- O CÂNTICO NOVO
Os cânticos na Bíblia sempre foram o resultado dos atos de justiça de Deus em favor do Seu povo ou de Seus servos:
Exemplo do Salmo 98:1 – “Cantai ao SENHOR um cântico novo, porque ele fez maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a vitória”.
Inúmeros cânticos foram entoados pelos servos de Deus e pelo Seu povo, expressando sempre os favores recebidos do Senhor. O cântico novo expressado por Davi em alguns de seus salmos revela que Deus sempre realizava algo novo na vida de seus servos ou de seu povo pelo qual eles manifestavam sua gratidão a Deus.

UM EXEMPLO DESSE LOUVOR NO VELHO TESTAMENTO:

- O CÂNTICO DE MOISÉS – TEXTO DE: ÊXODO 15:1-2
“1 Então, cantou Moisés e os filhos de Israel este cântico ao SENHOR; e falaram, dizendo: Cantarei ao SENHOR, porque sumamente se exaltou; lançou no mar o cavalo e o seu cavaleiro. 2 O SENHOR é a minha força e o meu cântico; ele me foi por salvação; este é o meu Deus; portanto, lhe farei uma habitação; ele é o Deus de meu pai; por isso, o exaltarei”.

COMENTÁRIO – Logo após a travessia do mar vermelho Israel viu a grande mão do Senhor operando maravilhosamente a seu favor. Então o Senhor revelou este cântico a Moisés. O louvor emoldura as grandes vitórias do Senhor neste caso do mar vermelho Israel cantou  ás margens do mar vermelho a grande vitória do Senhor quando todo o exército de Faraó foi derrotado.

APLICAÇÃO PROFÉTICA: Os servos do Senhor expressam no louvor  a grande vitória do Senhor que é a vitória sobre a  escravidão do pecado e a morte da condenação eterna.
Lá na eternidade João  viu os servos vencedores que entoavam o cântico de Moises juntamente com o cântico do Cordeiro. Ali está a figura de Israel e a igreja juntos na eternidade.
Hoje nós como servos do Senhor diante das grandes vitórias que alcançamos na presença do Senhor, cantamos louvores e lá na eternidade o nosso louvor continuará, pois o Senhor  é a nossa força e o nosso cântico; ele nos foi por salvação.

A ADORAÇÃO MOVIDA PELO ESPÍRITO SANTO – a brasa viva do altar.

O INCENSÁRIO NO TABERNÁCULO.
Deus ordenou a construção de um santuário para ali habitar no meio do povo (Ex 25:8). Ao entrar no átrio do tabernáculo o israelita se deparava com um altar feito de bronze, onde a expiação do pecado era feita.
Era-lhe impossível aproximar de Deus, quer fosse para oferecer incenso, ou ter qualquer contato com Deus, sem passar pelo altar do holocausto. Ali o Israelita via-se tal qual era: imundo, pecador, necessitado de perdão através da expiação.
Os braseiros, ou incensários, eram necessários para receber a brasa acesa, que era tirada desse altar e levada para o lugar Santo ou Santíssimo. Todo o fogo teria que sair desse altar. Qualquer fogo que não fosse desse altar não seria aceito por Deus e era tido como FOGO ESTRANHO.
Nadabe e Abiú puseram em seus incensários (braseiros) brasas que não foram tiradas desse altar e foram sentenciados por Deus. Deus não aceita adoração que não seja movida pelo Espírito Santo, a brasa viva, que queima o profundo do ser.
Foi o Espírito Santodeixado pelo Senhor Jesus para manter acesa a vida espiritual capaz de produzir a adoração que o Pai aceita e que o Filho recebe.Fogo do espírito e não da carne.
O Espírito Santo que habita em nós é a brasa viva que queima toda a iniquidade. A sua presença em nosso coração é mantida quando, através do nosso louvor, confessamos que nada somos e que toda a glória pertence ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

III–o Conteúdo do louvor
O conteúdo abrange trêselementos: o poético, o profético e o doutrinário.

Conteúdo Poético-  Não é preciso ser crente e nem crer em Deus para produzir uma poesia porque existem muitas coisas na obra criadora que sensibilizam o homem, quando ele vê os rios, os campos, os pássaros, o sol, as estrelas, a lua, toda a natureza.
Davi se identificava com esta obra da criação, sendo que ele transportava tudo para o objeto da redenção. Era o poeta da redenção porque transformava todo o objetivo da criação na obra redentora. Davi sempre via a obra redentora, ele sempre estava vendo além daquilo que uma poesia simples pode expressar, porque ele escrevia baseado nos anseios da alma do homem.“O Senhor é o meu pastor, nada me faltará”.

Conteúdo Profético- O conteúdo do louvor da Igreja Fiel pode ser poético, mas ele também tem que ser profético. Fala da Vitória da igreja. Louvor das Crianças: “O sol da justiça nascerá…”
O conteúdo poético inspira o poeta e o conteúdo profético antecipa a posse do Reino.
Para agradar a Deus, o louvor tem que ser profético, isso é fundamental, porque é a antecipação da posse do Reino, é a vitória da Igreja Fiel.

Conteúdo Doutrinário – Esse louvor é doutrinário porque ele tem que falar essencialmente daquilo que é o fundamento da doutrina, que é a salvação.

O LOUVOR ESTÁ SEMPRE LIGADO À SALVAÇÃO DO HOMEM.
            “Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome.” Heb13:15.
O louvor é gerado no nosso coração, no nosso interior, como fruto de uma alma remida, porque o Senhor Jesus deixou o esplendor de sua glória, para se submeter ao projeto do Pai, e vencer a morte por nós dando-nos o direito à vida e o de estarmos com ele na eternidade.
O louvor é fruto de um coração arrependido eda gratidão por promessas cumpridas, é, enfim, fruto de vitórias, que só o Senhor nos pode assegurar.
Por isso só os salvos louvam verdadeiramente ao Senhor.

IV– Inspiração do louvor.
A inspiração tem que ter dois elementos fundamentais: A Palavra e o seu Autor.

1. Inspiração da Palavra – O louvor não pode contrariar a Palavra. Ao contrário o louvor canta a Palavra.E não é a letra cantada, mas a revelação.
Exemplo: “Jerusalém, cidade Santa do Senhor” – não é literal, pois não se trata de Jerusalém terrena, mas a celestial, a eterna, ou seja, eternidade.
O louvor tem que conter somente aquilo que seja glorificação ao nome do Senhor Jesus, pois Ele está realizando a sua obra no louvor da Igreja Fiel.

O louvor emoldura a Palavra. – O LOUVOR QUE CANTA A PALAVRA

Essa colocação é fundamental porque, ao mesmo tempo em queo louvorprovém da Palavra, ele também emoldura a Palavra, porque ele suscita o trabalho dos fiéis em meio às lutas e antecipa a doutrina.
Exemplos:
- Um irmão nosso que faleceu ainda no início da nossa experiência com a Obra do Senhor no nosso meio, ele produziu o louvor “Ele um dia voltará, vem buscar a sua Igreja”, até hoje a Igreja canta esse louvor. Esse louvor marcou uma doutrina que aprendemos do Senhor que foi sobre “A Revelação”, na expressão: “tua glória nos conduz a andar na tua luz, a Jesus quero louvar”.
- Um pastor que esteve conosco ainda no inicio, o pastor Jonas Marques, compôs um louvor com um elemento doutrinário que foi a palavra maranata, ele diz: “Maranata, Maranata, em breve o Senhor voltará”!
Esses louvores anteciparam a doutrina. O irmão e o pastor passaram para a eternidade, mas a revelação ficou no louvor, e o Senhor colocou imediatamente em prática a doutrina a respeito da revelação e da volta do Senhor Jesus, doutrinas que têm sido muito profundas para nós.
As doutrinas têm sido antecipadas pelos louvores.

2. Inspiração dO Autor  -  Não se pode dissociar nenhum conteúdo profético, nenhuma palavra, nenhum louvor, nenhuma adoração, da Palavra e do seu Autor.
O grande valor dessa associação para nós é porque na Palavra nós vamos ter aqueles elementos que são fundamentais, que são a fé, a esperança e o amor.
fé fala de um homem nobre que partiu para uma terra distante e que prometeu que um dia Ele vai voltar.
esperança fala certeza da Sua volta.
amor fala do grito de dor do pastor pela sua ovelha, fala da paixão do pastor pela sua ovelha.  Quando Jesus estava no calvário, Ele deu esse grito de dor.
Tudo isso tem que estar expresso no louvor. Não se pode cantar um louvor sem entender que o louvor é resultado da glorificação da Igreja.  A gratidão, a adoração ao nome do Senhor têm como resultado a dor que Ele sofreu no calvário, o seu grito de dor por amar um rebanho, por nos amar, a sua paixão pela sua igreja fiel.

V – O LOUVOR DA IGREJA FIEL NO NOVO TESTAMENTO

A Igreja canta os atos de justiça de Deus.
A Igreja canta os louvores daqueles que estão diante do Senhor, daqueles que entraram nas arenas, que morreram nas cruzes, nas fogueiras, e que clamam noite e dia diante do altar do Senhor, dizendo: “(…) Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra”?– (Apoc6:10). Há um clamor.
O louvor da Igreja Fiel é algo muito sério, porque aqueles mártires que estão clamando diante do altar de Deus, eles estão pedindo para que o Senhor reclame o seu sangue e o das testemunhas de Jesus.“Graças dou por tantos fiéis, Senhor, que foram mais fortes do que a morte e nos legaram, da fé, a herança…”.
“Justo é o SENHOR em todos os seus caminhos e santo em todas as suas obras”. (Sl 145:17)

VI – O louvor da Igreja Fiel é uma proclamação.
Essa proclamação tem que ser autêntica, ela não pode surgir do mundo, das coisas que não estão definidas.
E de onde vem esta autenticidade?
Ela vem através do selo, que é o clamor pelo sangue de Jesus.  Se não tiver o clamor pelo sangue de Jesus, o louvor não é autêntico, esta proclamação não tem autenticidade e por quê?
Porque o louvor retrata a comunhão da Igreja e a graça do Senhor sobre a Igreja.

O LOUVOR É UMA EXPRESSÃOVIVA DO CORPO.
A expressão de um corpo vivo é aquela onde o louvor expressa uma vida latente, é o Vem, Senhor Jesus, que é o clamor desta última hora. Tudo que a Igreja faz agora é a expressão deste momento. (NÃO É SIMPLESMENTE UMA EXPRESSÃO VERBAL, MAS UMA EXPRESSÃO DE FORMA DE VIDA).
O corpo vivo almeja a volta do Senhor Jesus, a Igreja Fiel vive desta expectativa, ela não está, simplesmente, cantando Vem, Senhor Jesus, mas expressa isso crendo no batismo com o Espírito Santo, crendo nos dons espirituais, crendo na salvação pela graça.

O louvor é a expressão de um grande compromisso, que é a salvação.  Esta salvação está em função do testemunho da igreja e dos atos libertadores do Senhor no meio dela.  Quando nós estamos cantando, nós estamos testemunhando essa salvação e o Senhor está operando os atos libertadores.
Quando o louvor é entoado por revelação do Espirito Santo, o Senhor envia os seus anjos no meio da igreja para ministrar libertação, cura, consolo, comunhão, livramento, paz, prosperidade, felicidade, maravilha.
Quando o Senhor revela: Quero que seja cantado o louvor Tal, e esse louvor foi resultado de experiência de uma operação de sinais, ao ser cantado, o mesmo anjo que ministrou aquela operação estará ali para operar aquele mesmo sinal no meio do povo.
O louvor da Igreja Fiel tem os seus fundamentos, ele não acontece aleatoriamente, mas ele é a expressão da vontade de Deus, do propósito de Deus, da sua grandiosidade. Esse louvor que se expressa no grande amor de Deus na nossa vida e na nossa gratidão quando fomos libertados e abençoados por Ele.Isso é muito mais do que uma mera composição poética para atender aos interesses dos seus compositores.

VII – As fases do louvor no culto – PRÁTICA
O compromisso, que é a salvação, comporta o testemunho e os atos libertadores no louvor, mas na prática, quando nós estamos no culto, nossa preocupação é colocar isso numa forma sequencial.

Invocação e Comunhão

Inicialmente nós precisamos do fortalecimento e precisamos estar escondidos dos ataques, das opressões do dia, daquilo que tenta entrar nos nossos corações trazendo-nos problemas.
Nós estamos escondidos ali, é no clamor, na comunhão, estamos entrando num ambiente onde o Senhor vai operar.
Às vezes nós gostamos de cantar logo no início do culto um louvor de glorificação, Glória, glória! Aleluia!  Vencendo vem Jesus! Mas não deve ser assim.
No início do culto o recomendável é um louvor de invocação, de comunhão, porque é aquilo que nós estamos precisando naquele instante.
Quando nós vamos iniciar, podemos cantar Vem, visita a tua Igreja, ó bendito Salvador!  Sem tua graça ela murcha, ficará e sem vigor.  Vivifica, vivifica, nossas almas, ó Senhor!  É uma oração, um clamor, o corpo expressa a vida do cabeça e os seus sentimentos.

A Igreja está reunida e nós dizemos: Senhor, nós clamamos pelo sangue de Jesus, e este clamor é que nos une agora, é a invocação e a comunhão, é a bênção do Espírito Santo.

Dedicação e Adoração
Depois é a dedicação, é a entrega da nossa vida, é a adoração, “Te louvamos, ó Deus, pelo dom de Jesus por nós pecadores, Ele morreu na cruz”.
É expressão da nossa gratidão pelos livramentos, pelas libertações, é a batalha que está sendo vencida.  E, finalmente a adoração. Após a libertação pelo poder do sangue de Jesus nós nos entregamos a este momento de adoração ao Senhor, nós viemos adorar ao Senhor e Ele vai aceitar a nossa adoração.
O nosso problema é que nós sempre estamos atrás de bênçãos, mas quando nós estamos adorando ao Senhor, louvando ao Senhor, nós estamos entrando em comunhão com Ele, nós estamos entrando nos benefícios da comunhão.
Por isso é que é necessária a comunhão, e ela não pode se tornar um elemento repetitivo, ela não é um costume, mas é um momento que o Senhor separa e que o Senhor nos dá para que nós possamos receber os seus benefícios.  Nós vamos colocar diante dEle o nosso coração, a nossa vida e, daí um pouco, as libertações virão, as lutas do dia ficarão para trás, esquecidas, as aflições, a preocupação, tudo começa a desaparecer.
Daí a um pouco, a palavra do Senhor, o louvor, que é a dedicação e, ao mesmo tempo, a adoração e, depois a glorificação.

Glorificação

A glorificação é a expressão de vitória alcançada, luta vencida, tristeza passada, renovo da alegria da salvação.
O culto tem um conjunto de elementos no louvor que mostram claramente que a Igreja entrou numa batalha e que os anjos estão presentes para batalhar por nós.
Depois nós passamos para o final do culto onde todos os louvores são de glorificação.
O valor do louvor está na expressão de vida do corpo, que emana do cabeça.
O louvor é a expressão de toda a doutrina revelada. O cabeça revela e o corpo profetiza, e ele sempre profetiza no sentido da vida.
Há um povo que sempre haverá de glorificar ao Senhor e honrar o seu nome com dignidade, porque digno é o Senhor de receber toda a honra e todo o louvor, todos os que estão na eternidade cantam esta dignidade de Deus, a sua justiça, os seus atos poderosos, os seus atos libertadores.
O texto em Apocalipse que nós lemos fala do momento e deste louvor que o cabeça revela e o corpo profetiza.

domingo, 26 de janeiro de 2014

Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens

Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens

O único mediador 
I Timóteo 2 versículo 5 " Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem". 
O único caminho e a verdade.
João 14 versículo 6 Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida ; ninguém vem ao Pai senão por mim". 
O único que subiu ao céu.
João 3 versículo 13" Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem" 
Efésios 4 versículo 10 Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas.
O único que salvador.
Atos 4 versículo 12 "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos".
O único que pode perdoar pecados.
I João 1 versículo9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. 
O único advogado. 
I João 2 versículo 1 Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. 
Ninguém jamais viu Deus.
João 1 versículo 18 Ninguém jamais viu a Deus. O Deus unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer. 
Nenhuma condenação 
Romanos 8 versículo 1 Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. 
Romanos 3 versículo 23 "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus". 
Romanos 6 versículo 23 " Porque o salário do pecado é a morte,mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor." 
Filipenses 1 versículo 19 "Porque sei que disto me resultará salvação, pela vossa oração e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo", 
I Tessalonicenses 5 versículo 9 " Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo" 
Deus recomenda que somente à Ele prestaremos culto. 
Levítico 19 versículo 4 "Não vos virareis para os ídolos nem vos fareis deuses de fundição. Eu sou o SENHOR vosso Deus". 
Atos 17 versículos 29 Sendo nós, pois, geração de Deus, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens. 30 Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam.
Oséias 8 versículo 4 "Eles fizeram reis, mas não por mim; constituíram príncipes, mas eu não o soube; da sua prata e do seu ouro fizeram ídolos para si, para serem destruídos."
Salmos 115 versículos 4 "Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens. 5 Têm boca, mas não falam; olhos têm, mas não vêem. 6 Têm ouvidos, mas não ouvem; narizes têm, mas não cheiram. 7 Têm mãos, mas não apalpam; pés têm, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta. 8 A eles se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que neles confiam". 
Apocalipse 22 versículo 15 "Ficarão de fora os cães e os feiticeiros,e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras,e qualquer que ama e comete a mentira".
Habacuque 2 versículo 18 'Que aproveita a imagem de escultura, depois que a esculpiu o seu artífice? Ela é máscara e ensina mentira, para que quem a formou confie na sua obra, fazendo ídolos mudos"? 
Habacuque 2 versículo 19 "Ai daquele que diz ao pau: Acorda! e à pedra muda: Desperta! Pode isso ensinar? Eis que está coberta de ouro e de prata, mas dentro dela não há espírito algum". 
Isaías 45 versículo 16 "Envergonhar-se-ão, e também se confundirão todos; cairão juntamente na afronta os que fabricam imagens". 
No Salmos 106 versículo 36 E serviram aos seus ídolos, que vieram a ser-lhes um laço. 37 Demais disto, sacrificaram seus filhos e suas filhas aos demónios, 38 E derramaram sangue inocente, o sangue de seus filhos e de suas filhas que sacrificaram aos ídolos de Canaã; e a terra foi manchada com sangue.
Isaías 42 versículo 8" Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura". 
Não esqueça! Criatura não deve adorar a criatura , criatura adora o Criador.
Atos 4 versículo 12 "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos".
Efésios 4 versículo 10 Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas.
João 1 versículo 18 "Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou". 
João 4 versículo 24 “Deus é Espírito e importa que seus adoradores o adorem em Espírito e em verdade” 
João 3 versículo 13" Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem" 
Tito 1 versículo 2 Em esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos dos séculos.
I Pedro 1 versículo 9 Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas. 
I João 1 versículos 7 Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. 8 Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. 10 Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós. 
I João 2 versículo 1 Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. 
Querem colocar Maria como mediadora , na Bíblia não encontramos nada sobre este assunto, diz que : 
Salmos, 115 versículo 17 "Os mortos não louvam ao Senhor, nem os que descem ao silêncio." 
I Tessalonicenses 4 versículo 13 Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.
Dormem aqui significa morrem , como podemos pedir ajuda de quem morreu? ; se a palavra nos fala,
I Tessalonicenses 4 versículos 14 "Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele". 15 Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem
Jó 14 versículo 12 Assim o homem se deita, e não se levanta; até que não haja mais céus, não acordará nem despertará de seu sono.
I Coríntios 15 versículo 52 Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados
Daniel 12 versículo 2 E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Estudos da semana 06/01/2014

Estudos da semana 06/01/2014

ESTUDO PARA SENHORAS
ASSUNTO: LEVANTAR DEFESAS
TEXTO FUNDAMENTAL: ISAÍAS 30:21/JOÃO 14:6
ESTUDO PARA O DIA 15 DE JANEIRO
MENSAGEM SOBRE O CLAMOR PELO SANGUE DE JESUS – ANDAR EM RETIDÃO
FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA

ESTUDO PARA JOVENS E OBREIROS
ASSUNTO: BÍBLIA, A PALAVRA VIVA
TEXTO FUNDAMENTAL: OS EVANGELHOS
CONFORME OS TEXTOS ABAIXO, O SENHOR JESUS CUROU TRÊS CEGOS DE FORMA DIFERENTE. IDENTIFICAR O SENTIDO PROFÉTICO DE CADA UMA DAS CURAS.
MARCOS 10:46-52 (O CEGO BARTIMEU)
MARCOS 8:22-26   (O CEGO DE BETSAIDA)
JOÃO 9:5-7            (O CEGO DE NASCENÇA)

AVISO
NESTE DOMINGO, ÀS 8:10, SERÁ TRANSMITIDO UM ESTUDO, NA FORMA DE DINÂMICA, DIRETAMENTE DO SEMINÁRIO NO MAANAIM DE DOMINGOS MARTINS-ES, SOBRE O ASSUNTO:
BÍBLIA, A PALAVRA VIVA.


TEXTOS PARA ESTUDO:
-JOÃO 5:39
-II CORÍNTIOS 3:6
-HEBREUS 4:12

HAVERÁ RETRANSMISSÃO

ESTUDO PARA CRIANÇAS E INTERMEDIÁRIOS
ASSUNTO: CARTA À IGREJA DE PÉRGAMO
TEXTO FUNDAMENTAL: APOCALIPSE 2:12-17
1ª AULA – 12/01/2014
QUAL O ALIMENTO QUE O SENHOR PROMETEU DAR ÀQUELES QUE FOSSEM VENCEDORES SOBRE A MALDADE NA IGREJA DE PÉRGAMO?

RESPOSTA – “AO QUE VENCER DAREI A COMER DO MANÁ ESCONDIDO.” (AP 2:17).

ESTUDO PARA ADOLESCENTES
ASSUNTO: CARTA À IGREJA DE PÉRGAMO
TEXTO FUNDAMENTAL: APOCALIPSE 2:12-17
1ª AULA – 12/01/2014
E NÓS HOJE, ONDE PODEMOS ACHAR ESSE “MANÁ ESCONDIDO”?

RESPOSTA –
NA PALAVRA DE DEUS, A BÍBLIA SAGRADA.
APOCALIPSE 1:3.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

ESTUDO BÍBLICO PARA 16 - 17 DE NOVEMBRO

ESTUDOS BÍBLICOS PARA SENHORAS
ASSUNTO: A ALIANÇA DE DEUS COM OS HOMENS
TEXTO FUNDAMENTAL: SALMOS 89:3,4
ESTUDO PARA O DIA 20 DE NOVEMBRO
FALAR DO DESEJO DE DEUS EM ESTABELECER ALIANÇA COM DAVI.
FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA

ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS
ASSUNTO: DOUTRINA DOS DONS ESPIRITUAIS NO NOVO TESTAMENTO
TEXTO FUNDAMENTAL:I CORÍNTIOS 12:8-10
DENTRE OS DONS CITADOS EM I CORÍNTIOS 12:8-10, ESTÃO OS DONS DE CURAR E A OPERAÇÃO DE MARAVILHAS.
IDENTIFICAR E COMENTAR TEXTOS NOS EVANGELHOS QUE MOSTRAM ESSES DOIS DONS NO MINITÉRIO DO SENHOR JESUS.
COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DE CADA UM DELES.

ESTUDOS BÍBLICOS PARA ESCOLA DOMINICAL
ASSUNTO: DOUTRINA DOS DONS ESPIRITUAIS NO NOVO TESTAMENTO
TEXTO FUNDAMENTAL: I CORÍNTIOS 12:8-10
EM I CORÍNTIOS 12:8-10, PAULO FALA ACERCA DOS DONS ESPIRITUAIS.
IDENTIFICAR E COMENTAR UM TEXTO BÍBLICO NO NOVO TESTAMENTO PARA CADA UM DOS ITENS ABAIXO:
- DONS DE CURAR, NO MINISTÉRIO DO SENHOR JESUS
- OPERAÇÃO DE MARAVILHAS, NA EXPERIÊNCIA
DE PEDRO
- DOM DE CIÊNCIA, NA EXPERIÊNCIA DE PAULO
FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA.

ESTUDOS BÍBLICOS PARA CRIANÇAS E INTERMEDIÁRIOS
ASSUNTO: CARTAS DE PAULO
TEXTO FUNDAMENTAL: I e II TIMÓTEO
2ª AULA – 17/11/2013
COMO PAULO CONSIDERAVA TIMÓTEO?
RESPOSTA: ELE O CONSIDERAVA COMO FILHO NA FÉ.
I TIMÓTEO 1:2

ESTUDOS BÍBLICOS PARA ADOLESCENTE
ASSUNTO: CARTAS DE PAULO
TEXTO FUNDAMENTAL: I e II TIMÓTEO
2ª AULA – 17/11/2013
QUE RECOMENDAÇÃO PAULO DÁ A TIMÓTEO QUANTO A DAR TESTEMUNHO DO SENHOR JESUS?
RESPOSTA: II TIMÓTEO 1:8

sábado, 2 de novembro de 2013

Jesus nosso Advogado

SALMOS 79:11 –  JESUS NOSSO ADVOGADO
Se existe algo que traz tristeza ao homem é quando ele se encontra em uma prisão.
Prisão Natural:  Paredes, Grades
O salmista fala de uma prisão que o homem não consegue sair , senão por uma ajuda externa.
Prisão dos Nossos dias: enfermidade mortal, vida profissional, fim casamento.
O homem vive nessa prisão porque não consegue administrar as situações.
O socorro só pode vim da parte do Senhor.
Advogado, aquele de defende as nossas causas.
Mas para ele defender: existe 2 pontos fundamentais.
Ouvir a verdade: Sua historia de vida
Assinar a procuração: Dando a ele posse para representar você.
Onisciente:  ele conhece o sentimento ( chega a sua presença)
Onipresente:  o gemido ( poucos podem ouvir só que esta perto)
Onipotente: ele toma a nossa causa ( já estão mortos)
O homem se preocupa com a morte física.
O Advogado nos prepara para estarmos frente a frente com o Juiz (Deus)
Se você está triste, vazio, sem rumo.
O Advogado está aqui:
Assine a Procuração ..
Confessa a ele suas necessidades

Porque a sua sentença de morte esta sendo tirada agora.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Atividades da semana 21/10/2013

INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA NÃO HAVERÁ:
1. ATIVIDADE PARA A REUNIÃO DE SENHORAS:
-DIA 30/10/2013, POR SE TRATAR DA QUINTA QUARTA-FEIRA DO MÊS.
-DIA 06/11/2013, POR SE TRATAR DA PRIMEIRA QUARTA-FEIRA DO MÊS.
2. ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS E ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL.
OBS.: A PRÓXIMA TRANSMISSÃO DOS
ESTUDOS SERÁ DIA 04/11/2013
INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA HAVERÁ:
A TRANSMISSÃO DE UMA MENSAGEM PARA:
- JOVENS E OBREIROS
- ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
EM LUGAR DOS ESTUDOS BÍBLICOS.
OBS.: HAVERÁ RETRANSMISSÃO PARA AS REGIÕES NORTE E NORDESTE.
ESTUDO BÍBLICO PARA CRIANÇAS E INTERMEDIÁRIOS
ASSUNTO: JESUS, O GRANDE EVANGELISTA
TEXTO FUNDAMENTAL: JOÃO 6:5-14
3ª AULA PARA O DIA 27/10/2013
O QUE O MENINO ENTREGA PARA JESUS REALIZAR O GRANDE MILAGRE DA MULTIPLICAÇÃO?
RESPOSTA: ELE ENTREGA CINCO PÃES
E DOIS PEIXINHOS
JOÃO 6:9
ESTUDO BÍBLICO PARA ADOLESCENTES
ASSUNTO: JESUS, O GRANDE EVANGELISTA
TEXTO FUNDAMENTAL: JOÃO 6:5-14
3ª AULA PARA O DIA 27/10/2013
JESUS DISSE: RECOLHEI OS PEDAÇOS QUE SOBRARAM, PARA QUE NADA SE PERCA.
QUAL FOI A QUANTIDADE RECOLHIDA PELOS DISCÍPULOS DAS SOBRAS DE PÃES?
RESPOSTA:
JOÃO 6:13

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

TRANSMISSÃO ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 29/09/2013

INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA NÃO HAVERÁ:
1. ATIVIDADE PARA A REUNIÃO DE SENHORAS DO DIA 02/10/2013 POR SE TRATAR DA PRIMEIRA QUARTA-FEIRA DO MÊS.
2. ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS E ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL.
OBS.: A PRÓXIMA TRANSMISSÃO DOS
ESTUDOS SERÁ DIA 07/10/2013

INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA HAVERÁ:
A TRANSMISSÃO DE UMA MENSAGEM PARA:
- JOVENS E OBREIROS (NÃO HAVERÁ RETRANSMISSÃO PARA A REGIÃO NORTE).
- ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
EM LUGAR DOS ESTUDOS BÍBLICOS.

INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA HAVERÁ TAMBÉM:
A TRANSMISSÃO, PARA TODAS AS IGREJAS, DE UM CULTO ESPECIAL AO VIVO À PARTIR DA IGREJA DE COROA VERMELHA – BA, NO SÁBADO, DIA 28/09/2013, ÀS 19:30h.
NÃO HAVERÁ RETRANSMISSÃO PARA
A REGIÃO NORTE.

ESTUDOS BÍBLICOS PARA CRIANÇAS E INTERMEDIÁRIOS
ASSUNTO: O ARREBATAMENTO DA IGREJA
TEXTO FUNDAMENTAL: MATEUS 24:31
4ª AULA – 29/09/2013
QUEM SÃO OS CEIFEIROS QUE JESUS ENVIARÁ PARA RECOLHER OS ESCOLHIDOS?
RESPOSTA: MATEUS 24:31

ESTUDOS BÍBLICOS PARA ADOLESCENTE
ASSUNTO: O ARREBATAMENTO DA IGREJA
TEXTO FUNDAMENTAL: MATEUS 24:31
4ª AULA – 29/09/2013
MATEUS 24:30, RELATA QUE O FILHO DO HOMEM (JESUS) VIRÁ SOBRE AS NUVENS DO CÉU COM PODER E GRANDE GLÓRIA.
QUEM ELE ENVIARÁ PARA AJUNTAR OS SEUS ESCOLHIDOS?
RESPOSTA:
MATEUS 24:31