quarta-feira, 25 de setembro de 2013

TRANSMISSÃO ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 29/09/2013

INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA NÃO HAVERÁ:
1. ATIVIDADE PARA A REUNIÃO DE SENHORAS DO DIA 02/10/2013 POR SE TRATAR DA PRIMEIRA QUARTA-FEIRA DO MÊS.
2. ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS E ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL.
OBS.: A PRÓXIMA TRANSMISSÃO DOS
ESTUDOS SERÁ DIA 07/10/2013

INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA HAVERÁ:
A TRANSMISSÃO DE UMA MENSAGEM PARA:
- JOVENS E OBREIROS (NÃO HAVERÁ RETRANSMISSÃO PARA A REGIÃO NORTE).
- ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
EM LUGAR DOS ESTUDOS BÍBLICOS.

INFORMAMOS QUE NESTA SEMANA HAVERÁ TAMBÉM:
A TRANSMISSÃO, PARA TODAS AS IGREJAS, DE UM CULTO ESPECIAL AO VIVO À PARTIR DA IGREJA DE COROA VERMELHA – BA, NO SÁBADO, DIA 28/09/2013, ÀS 19:30h.
NÃO HAVERÁ RETRANSMISSÃO PARA
A REGIÃO NORTE.

ESTUDOS BÍBLICOS PARA CRIANÇAS E INTERMEDIÁRIOS
ASSUNTO: O ARREBATAMENTO DA IGREJA
TEXTO FUNDAMENTAL: MATEUS 24:31
4ª AULA – 29/09/2013
QUEM SÃO OS CEIFEIROS QUE JESUS ENVIARÁ PARA RECOLHER OS ESCOLHIDOS?
RESPOSTA: MATEUS 24:31

ESTUDOS BÍBLICOS PARA ADOLESCENTE
ASSUNTO: O ARREBATAMENTO DA IGREJA
TEXTO FUNDAMENTAL: MATEUS 24:31
4ª AULA – 29/09/2013
MATEUS 24:30, RELATA QUE O FILHO DO HOMEM (JESUS) VIRÁ SOBRE AS NUVENS DO CÉU COM PODER E GRANDE GLÓRIA.
QUEM ELE ENVIARÁ PARA AJUNTAR OS SEUS ESCOLHIDOS?
RESPOSTA:
MATEUS 24:31

sábado, 14 de setembro de 2013

A importância da Do Louvor Santificado

Introdução

Talvez este seja um assunto pouco lido e pouco estudado

entre muitos músicos e cantores cristãos: a importância da

santidade. Percebemos que muitos líderes de música e

pastores, por alguma razão, não têm dado devida atenção a

este problema. Talvez isto aconteça por falta de músicos, por

politicagem, ou por muitos outros motivos que não vêm ao

caso, mas que têm permitido pessoas que não vivem a

santidade subir no palco para ministrar à igreja. Muitas vezes,

os próprios levitas não têm se preocupado com isto.

Ilustração

Costumo comparar a importância da santidade de uma equipe

de louvor com um sistema de encanamento. É importante

saber que para um sistema de encanamento funcionar

corretamente, os canos devem estar livres de sujeira, devem

estar desobstruídos. Se ocorrer o contrário, podem ocorrer

vazamentos, quebra de canos, e toda a água pode perder-se.

Sendo assim, o lugar de destino se tornará seco pela falta de

água. Ambos, os canos e o lugar de destino sairiam

prejudicados, devido a este problema de entupimento.

Significado

Se formos passar esta ilustração para a realidade, podemos

entender que os levitas são os canos, Deus é a fonte, a água

constitui as bênçãos e a igreja é o lugar de destino da água.

Os levitas são os canos que ligam a fonte (Deus) ao lugar de

destino (igreja). Os canos servem para levar água ao lugar de

destino, assim como os levitas servem para ligar Deus à

Igreja no período de louvor, trazendo ministração, revelações

de Deus, bênçãos de toda sorte, alegria, júbilo, paz, amor,

perdão, comunhão, etc. Mas para este sistema funcionar

corretamente, os canos não podem estar sujos, os levitas não

devem estar em pecado, senão as bênçãos poderão se perder

pelo caminho. A fonte (Deus) está sempre disponível para nos

enviar água, mas nós devemos trabalhar em comunhão com

ela, mantendo os canos sempre limpos (santidade). Se ocorrer

o contrário, o lugar de destino ficará seco (a igreja não

receberá o que Deus preparou para ela naquela ocasião).

Você entendeu a ilustração acima? Você percebe a

importância da santidade de cada pessoa de um grupo de

louvor? Por toda a Bíblia, observamos que Deus exige que as

pessoas fujam do pecado e vivam uma vida reta diante dEle.

Se estivermos em pecado nossa comunicação com Deus estará

obstruída e não poderemos ministrar aos outros irmãos numa

situação destas. Se a nossa vida não sustentar a música que

cantamos, certamente a igreja nos acusará: "Ele prega uma

coisa mas vive outra!". Sem contar que o pecado pode trazer

consciência pesada, desânimo, tristeza, etc.

Conclusão

É por esta razão que eu sempre aconselho os grupos de louvor

a se reunirem antes do início de cada reunião. Neste período

deve-se buscar, antes de mais nada, a santidade, o perdão dos

pecados que cada um cometeu. Cada levita deve estar

arrependido para que Deus possa limpar o coração de cada

um. Aí sim, os canos estarão limpos para que a água flua

livremente do trono de Deus para a igreja. Meus amados

irmãos, levem o seu grupo de louvor a buscar e viver uma vida

de comunhão perante Deus. Sejam instrumentos nas mãos de

Deus para levar santidade aonde não há, visto que é essencial

estarmos limpos para que a igreja receba, através de nós,

aquilo que Deus deseja dar.

LOUVOR, FRUTO DA VIDA ESPIRITUAL

LOUVOR, FRUTO DA VIDA ESPIRITUAL
Sl 137:1-6 (vs. 4); ... Mas como entoaremos o cântico do Senhor em terra estranha?

1 - INTRODUÇÃO
—O salmista fala da situação daqueles que foram levados ao cativeiro da Babilônia, após a destruição
de Jerusalém;
—Ali estavam desprovidos do templo, portanto do perdão dos pecados, e longe de Jerusalém, sem
condições de retornar;
—O profeta Jeremias canta uma lamentação profunda, demonstrando a situação deplorável do povo do
Senhor, vendido nas mãos de sues inimigos; e diz que não tinham mais poder sobre suas vidas, nem
de seus familiares;
—Ao cabo de tempo, alguns se afeiçoaram à vida da terra estranha, se estabelecendo e se confortando
totalmente com a vida babilônica.

2 - O CATIVEIRO
—Aqueles que os tinham levado cativo pediam: cantai-nos um dos cânticos de Sião;
—Com as harpas penduradas nos salgueiros, juntas aos rios de Babilônia, diziam: Mas como
entoaremos a cântico do Senhor em terra estranha?
—Os israelitas, no cativeiro, se sentiam impossibilitados de cantar o cântico porque estavam:
· Longe de Jerusalém: Longe do Senhor;
· Sem o templo: Sem vida espiritual, sem remissão;
· Cativos: Debaixo do poder do adversário;
· Junto aos rios de Babilônia Vivendo a vida mundana (mundo de Babilônia)
· Harpas penduradas: As condições de ser instrumento do Senhor não existiam.

3 - O LOUVOR AO SENHOR
—Só há louvor ao Senhor, se o vaso que toca e canta, estiver santificado, possuir vida espiritual e
estiver integrado com a vontade do Senhor;
—Para se cantar o cântico do Senhor é preciso estar figuradamente em Jerusalém (junto ao Senhor,
com vida espiritual); é preciso que o templo esteja construído e que existiam as ministrações
(remissão dos pecados); fora disso, não há louvor ao Senhor;
—Junto aos rios de Babilônia (vida mundana) o instrumento que toca ao Senhor está pendurado; ali
não sairá louvor a Deus;
—O homem tem um anseio em sua alma pela eternidade; quando houve um louvor revelado (cântico
de Sião), que vem da eternidade, ele recebe o beneficio da presença de Deus;

4 - A VIDA ESPIRITUAL
—Aquele que toca e canta, só alcança os louvores do Senhor com vida espiritual;
—Para alcançar vida espiritual é necessário estar integrado com as revelações do Senhor, e vivendo a
revelação do Culto Profético em todos os seus atos:
—Busca as revelações para o culto e para sua vida;
—Participa das madrugadas e reuniões (inclusive da que antecede o culto) de seu grupo;
—Participar da assistência;
—Ser usado pelo Senhor, com entendimento, no louvor, como diz I Cor. 14:15: cantarei com o espírito,
mas também cantarei com o entendimento.
—Só na revelação poderá entender todos os detalhes do louvor, tais como:
—Os louvores revelados para o culto;
—O louvor que encerra a mensagem:
—Quando o louvor corresponde à revelação da mensagem, a benção cai em lugares certos e o louvor
dá o acabamento perfeito à palavra, que fica emoldurada e preservada no coração daquele que ouviu
(e para quem o Senhor enviou a mensagem);
—Quais os louvores e os instrumentos que devem ser usados, e de que forma, em cultos especiais,
como:
—Culto em casamentos, culto em sepultamentos, culto de ação graças, culto público; culto intimo;
culto ao ar livre, culto a convite do interessado; e outros.
—Os grupos e os servos que cantam e tocam devem ter testemunho e ser sensíveis à voz do Senhor;

5- CONCLUSÃO
—O servo cativo ; sem vida espiritual, não tem em seus lábios um louvor ao Senhor;
1. Seu instrumento (ou sua vida) está fora do contexto dos planos do Senhor (harpas penduradas nos
salgueiros de Babilônia);
2. Está fora do projeto do Senhor (não está em Jerusalém, figuradamente);

O louvor é fruto da vida espiritual.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Dia de trombeta e de alarido contra as cidades fortificadas e contra as torres altas.

O grande dia do Senhor está perto, sim, está perto, e se apressa muito; amarga é a voz do dia do Senhor; clamará ali o poderoso.
Aquele dia será um dia de indignação, dia de tribulação e de angústia, dia de alvoroço e de assolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas,
Dia de trombeta e de alarido contra as cidades fortificadas e contra as torres altas.
E angustiarei os homens, que andarão como cegos, porque pecaram contra o Senhor; e o seu sangue se derramará como pó, e a sua carne será como esterco.

Sofonias 1:14-17

Significado de RATIMBUM quando se canta o PARABÉNS!

Assunto: Significado de RATIMBUM quando se canta o PARABÉNS!

RATIMBUM é uma palavra mágica usada pelos magos persas desde a Idade Média. Por muito tempo cantamos inocentemente um “Parabéns” para alguém que está aniversariando e, até ai, tudo bem, tudo certo. Afinal, é um aniversário.

O que muitos não percebem é que depois da música vem sempre o tal de Ra-tim-bum (= EU AMALDIÇOO VOCÊ !)

Existe até hoje na TV Cultura um programa infantil, chamado de Castelo Ratimbum, que obviamente tem o significado de “Castelo da Maldição”.

Precisamos vigiar mais, pois até a Bíblia diz que o povo de Deus perece por falta de conhecimento.
Como podemos cantar felicitando uma pessoa e depois amaldiçoá-la?

Tomemos muito cuidado!!!

Observe que detalhe sutil: depois de dizer a palavra Ratimbum, pronuncia-se o nome do aniversariante várias vezes.

Quantas vezes você já cantou para as pessoas:

” É BIG, É BIG (é grande, é grande), É HORA, É HORA (neste momento; nesta ocasião):
RA-TIM-BUM (EU AMALDIÇOO VOCÊ), Fulano, Fulano, Fulano”. Será que era isso mesmo que você queria dizer?

Repasse este e-mail para outros, para que conheçam e não mais repitam palavras sem saber o significado, a origem e o que está por detrás delas.